terça-feira, 26 de julho de 2011

Efeméride

Pedrinho, a um dia de completar 17 meses, começou a andar. Cá em casa nenhuma das máquinas estava com bateria (lamentável, porque temos duas de fotografar e uma de filmar), mas o momento encontra-se devidamente registado num filme ranhoso feito com o telemóvel, que ele há-de gostar muito de ver quando crescer. Cá por mim, não me vou esquecer dos olhinhos a brilhar, a boca aberta de orgulho e os gritos de riso e satisfação. A mana foi a mentora do evento, porque, apesar de já estar mais do que na hora de os dois irem dormir, resolveu que queria fazer uma roda no chão com toda a gente a jogar à bola. Pedrinho inspirou-se e pronto, já está. Daqui para a frente, que ninguém se atreva a chamar panhonha ao rapaz.

1 comentário:

catarina disse...

não é nada panhonha!! é um rapaz que leva as coisas com o seu tempo... descontraído... sem pressa :))) estou tão orgulhosa (snif, snif)