terça-feira, 2 de fevereiro de 2010

Descompressão

Não há melhor do que uma ida ao cabeleireiro, com direito a massagem, corte e brushing para uma rapariga se sentir um bocadito melhor. Por isso lá fui. E fui radical. Se o homem cá de casa não der por nada, é sinal de que ficou exactamente como eu queria. A ver vamos.

(Actualização:
O homem cá de casa cumpriu. Notou que eu tinha menos cabelo (vá lá, que nem sempre aconteceu em anteriores cortes), mas passou-lhe ao lado a parte radical da coisa: o meu cabelo deixou de ser preto e está agora castanho, numa tentativa de se notarem menos os brancos que me atacam furiosamente. Aparentemente, fucionou...)

6 comentários:

carla.mateus.silva disse...

Deve ser mal de familia:)

Oficinas RANHA disse...

Olha, nunca te vi de cabelo castanho! Estou ansiosa!
Rita

Oficinas RANHA disse...

Não queres vir almoçar connosco um dia destes...? É só subires um bocadinho... ou então aproximamo-nos nós de ti... Por nós talvez consiga incluir João e Vanina!
Beijocas, Rita

Oficinas RANHA disse...

Num dia de semana... perto do nosso trabalho, entenda-se...

Mandy Oliiver disse...

Ola ... receba nossas atualizaçoes no seu blog nos seguindo esperamos que se divirta com nossos conteudos !


http://ataqueid.blogspot.com/

Agradecidos : Ataque ID :]

mena disse...

que boa ideia, rita!. quando puderem diz-me, que eu tenho os dias quase todos livres e estamos aqui bem perto. beijinhos