sábado, 14 de novembro de 2009

o Pedro foi à bola

Foi e não parou um instante de se manifestar, entusiasmado que estava com aquela barulheira toda, desde os gritos de incentivo à selecção, aos do tipo que estava atrás de nós e que também não parou, durante todo o tempo, de desfiar o seu repertório de quatro palavrões que me abstenho aqui de registar. Muito bom. Ainda que um bocado à rasquinha, com o Cristiano Ronaldo lesionado a assistir na bancada, os tugas lá deram um a zero aos bósnios - o golo foi marcado por um senhor chamado Bruno Alves, que, diz o papá, é do FCP, portanto não interessa nada. Fomos com a Rita e o João, para dois lugares mesmo atrás da baliza, o que não fez a menor importância porque na Luz todos os lugares são bons (mais uma máxima do pai). A mana desta vez ficou em casa, com o Rui, e para não se chatear adormeceu às sete da noite e acordou no dia seguinte às dez da manhã. Contas feitas, 14 horas de sono que a deixaram muito bem-disposta e puseram o papá inchadíssimo de orgulho da sua menina que, já não restam dúvidas, gosta tanto de dormir como ele.

1 comentário:

Oficinas RANHA disse...

Ah!!!!!! Que fixe!!!!!
Conclusão: há que repetir o programa a 4... aquele ou outro... porque afinal, ela dorme melhor quando vocês não estão... ihihih!!!! Brincadeirinha!
Rita