domingo, 21 de novembro de 2010

Pedrinho o sedutor

Ficou a olhar para a médica pelo canto do olho, como se não fosse nada com ele, assim meio a esconder a cara, para logo depois a presentear com um belo sorriso, ainda cheio de lágrimas do berreiro de há dois minutos atrás. Um verdadeiro atiranço, foi o que foi. Ela não lhe resistiu e lá ficaram os dois, descaradamente, numa animada troca de sorrisinhos. É um sedutor, este rapaz, tenha cuidado com ele, que com 18 anos as raparigas não lhe largam a porta, disse-me a doutora à laia de despedida, estendendo-me a receita com o anti-estamínico e o colírio para os olhos. Quanto ao senhor Pedro, milagrosamente, já não chorava e continuou, corredor fora, a distribuir sorrisos à esquerda e à direita.
É certo que o rapaz tinha tudo menos ar de doente, mas eu, à cautela, resolvi levá-lo à Estefânia, porque na hora do banho tinha a pele que parecia carne viva, tamanha era a borbulhagem. Além disso a coisa estava claramente a incomodá-lo e a perspectiva de mais uma noite sem dormir não me animava nada. Foi da manga que lhe dei a provar e que lhe fez a primeira alergia dos seus nove meses, diz a médica com 90% de certezas. A conjuntivite veio com a constipação e também teve direito a tratamento, que espero que faça rapidamente efeito porque descolar-lhe os olhos de manhã é um tormento.
E pronto, mais uma vez o balanço da ida à Estefânia (a segunda do Pedrocas) foi bastante positivo. A espera não chegou sequer a uma hora e até teria sido divertido se não fosse haver lá miúdos mesmo doentes, coisa que me deixa sempre com o coração muito apertadinho.

1 comentário:

Fátima disse...

O que disse a médica, é verdade o meu neto tem uns olhos lindos.
Beijinhos
A avó Fátima