sexta-feira, 6 de julho de 2012

Férias

Os senhores juizes do Tribunal Constitucional decidiram hoje, num acórdão salomónico, que a partir do ano que vem vamos todos perder os subsídios de férias e de Natal. Não foi bem isso que eles escreveram, mas o resultado é exactamente esse. Ou é para todos, ou entao nada feito, agora essa de serem só os funcionários públicos (caso dos próprios dos juízes) e os pensionistas a pagar a crise, isso é que não pode ser. Não têm duvidas que os cortes são inconstitucionais, mas além de abrirem uma excepção para este ano, não se lembraram de fundamentar a decisão dizendo por exemplo que os subsídios são direitos adquiridos. Ou que já se está a pedir mais do que a conta aos portugueses com esta história da austeridade. Nada disso. Resolveram tramar a vida a toda a gente e pronto. Assim sendo, e uma vez que para o ano é certinho como o sol nascer todos os dias que não há subsídio de férias, então vamos lá aproveitar e, sem medos, Algarve, aí vamos nós. E é já no sábado, de manhãzinha, com passagem prévia pelo Alentejo e banho de piscina marcado para o fim do dia. Para o ano logo se vê.

3 comentários:

catarina disse...

é isso... para o ano pensa-se... agora não vale a pena estar a pensar muito nisto. especialmente de férias. vão descansar e divertir-se:)))

graça anibal disse...

Para o ano se verá. Quem sabe, talvez a paciência de muitos mais se tenha esgotado...

Oficinas RANHA disse...

Por estas bandas foi este ano que se viram os cortes orçamentais. E não é que sejamos bem pagos...

Beijinhos e boas férias, da Ana Cristina