domingo, 6 de setembro de 2009

Novo amor

É uma cadeirinha de madeira, com fundo de bunho, que há-de ter uns 50 anos porque era do Mário, que teria talvez essa idade se ainda andasse por cá. A cadeira viajou da Chaminé para Castro, e depois para Lisboa e já não sei quantos meninos brincaram com ela nestes anos todos. Agora é da Madalena e é o seu novo amor. Passeia pela casa toda, com outros brinquedos em cima, a sua dona muito compenetrada a arrastá-la e a sentar-se de tempos a tempos, toda cuidadosa não vá o rabinho escapar-se para o lado como às vezes ainda acontece. A cadeira acompanha-a até junto à cama, quando é altura de dormir a sesta, e só não vai lá para dentro juntamente com a Gatinha porque a mamã se recusou terminantemente a ajudar e ela sózinha não conseguiu. Com grande pena, naturalmente.