quarta-feira, 2 de setembro de 2009

Quinze meses...

... e mais uma visita à bruxa horrível. Vinte minutos, mais coisa menos coisa, de berros e gritos de cortar o coração mais insensível. A médica, contudo, manteve-se impassível, enquanto a auscultava e tentava, sem sucesso, que se equilibrasse na balança, para a tentar pesar. Foi tudo infrutífero. Saímos com uma ideia aproximada: pesa entre os nove e os nove quilos e meio e anda perto dos oitenta centímetros. De resto tudo bem, continua cabeçuda como sempre, adeus e voltem cá aos 18 meses que já não posso ouvir esta pivete, pensou mas não disse a pediatra.
Ainda estou para saber por que raio chora ela tanto, porque a bruxa horrível é, na realidade, uma senhora muito calma e simpática, que atura com toda a paciência as muitas perguntas que nós lhe levamos e atende o telemóvel cada vez que sua magestade resolve ficar com alguma mazela. Não sei porquê, mas a verdade é que ela detesta ir à médica. E mal sai de lá, ainda nós estamos a pagar a consulta, já está com o arzinho angelical de quem não parte um prato, muito satisfeita consigo própria, convencida, quase de certeza, que mais uma vez nos conseguiu vencer.

2 comentários:

Oficinas RANHA disse...

Olá, daqui a Ana Cristina.
Em primeiro lugar os meus parabéns pelo rebento que por aí vem. Quanto à atitude no consultório, é normal. Dependente da idade os miudos comportam-se ora chorando como se estivessem a ser torturados ora como se fosse tudo deles...
Beijinhos

mena disse...

obrigada, ana cristina :)