quinta-feira, 1 de julho de 2010

Quatro meses

O meu bebé tem o sorriso mais doce do mundo. A sério. E nem é por ser mãe dele, que digo isto, naturalmente. Tem um sorriso que é assim como uma luz que se acende e ilumina tudo à sua volta e não há a menor hipótese de não nos rirmos também, de tal maneira é contagiante. Consegue manter a boa disposição mesmo nos piores momentos. Quando vai às vacinas, por exemplo. Ou quando é dia de visitar a bruxa horrível, como hoje. Fomos à consulta dos quatro meses e o rapaz aguentou-se estoicamente, presenteando toda a gente com o sorriso número cinco (só vacilou no finalzinho, mas cheio de razão, porque já não comia havia para cima de três horas). Está lindo e recomenda-se: 6,300 kg e 63 centímetros só com maminha da mamã.
Já dorme seis ou sete horas seguidas por noite, está muito mais tempo acordado durante o dia e continua com o seu relógio suiço muito afinadinho. Tem imensa pachorra para mim, porque não lhe dou todo o colo que gostaria e que ele também queria, mas só se chateia mesmo quando está com sono. Aí abre a goela e chora a bandeiras despregadas, mas mal o deito na caminha adormece (tal qual o progenitor, mas sem ressonar) e não acorda nem com a Madalena a fazer uma birra das suas mesmo ali ao lado. Está um homenzinho, portanto. Mais um mês e começamos com as sopas. Mais um tempinho e o rapaz vai para a Universidade. Ai valha-me Deus...

3 comentários:

graça anibal disse...

Já que é tudo tão rápido mesmo,apreciemos bem todos os bons momentos.

Um beijo
avó Graça

Fátima disse...

O sorriso do meu Neto é lindo,mas a Madalena também tem um sorriso meiguinho,sáo dois amores
Beijinhos
avó Fátima

Cougar disse...

Essa foto tá linda... bem dita sois vós ó maminha da mãe.... Beijokas para 4