sexta-feira, 18 de dezembro de 2009

festa de Natal

Bem me custou não desatar logo ali a chorar, quando ela correu para mim, gorro de pai-natal na cabeça, linda, linda com aquele sorriso só dela. Bem sei que são as hormonas desarranjadas da gravidez, mas foi também o orgulho grande, enorme, que me bateu e que não tinha mais por onde sair. Orgulho da minha filha na sua primeira festa de Natal, excitadissima e ansiosa por nos mostrar, a mim e ao pai, tudo o que havia na sua sala. Sim, porque a nossa pequena maravilha, pouco mais que um ano e meio de vida, já tem festa de Natal da escola, ainda há uns meses mal gatinhava e agora já anda a fazer castiçais de gesso para oferecer de prenda aos pais.
Foi uma belíssima festa, multicolor, porque os coleguinhas da Madalena são assim mesmo, multilingue, porque os há dos vários cantos do mundo, com músicas natalícias, petiscos feitos pelos orgulhosos progenitores, toilettes de todos os géneros e feitios, penteados variados de carapinhas, rastas, cabeleiras loiras e morenas. Um conjunto único, ou não estivessemos nós na Pena, no melhor infantário da cidade. No meio da conversa de circunstância com a directora, aproveitei para lhe perguntar se seria fácil conseguir vaga para o Pedro. Será fácil, sim senhora, que os manos têm prioridade e a nossa princesa pode levar o dela. Para o ano há mais. Muito mais, tenho a certeza.

5 comentários:

graça anibal disse...

É mesmo tudo muito rápido. Qualquer dia já lê e escreve
Um beijo muito grande da
Avó Graça

Fátima disse...

Se continuar a parecer-se com a mãe, não vai demorar muito a ler e escrever.
Beijinhos da
Avó Fátima

Carla M disse...

sei exactamente como te sentiste e olha que eu não estou grávida...

Mayra disse...

Venho aqui desejar um Santo e Feliz Natal, que seja um dia de muita alegria, paz e amor.
Boas festas
Mayra

Silvia disse...

Um Feliz Natal para voces.
Tudo de bom.
Bjokas grandes.